5 Dicas de Gestão Para Começar Hoje

Procurando dicas de gestão para começar a implementar hoje? Veio ao lugar certo. Aqui vamos trazer algumas situações e exemplos para você melhorar suas habilidades de gestão.

Saber como trabalhar com outras pessoas é uma parte fundamental para ter sucesso em qualquer trabalho. Mas, tanto para gerentes novos quanto experientes, saber como gerenciar pessoas e todas as suas peculiaridades e ambições é uma parte fundamental para ter sucesso em seu trabalho e também da empresa.

Felizmente, as habilidades de gerenciamento de pessoas podem ser aprendidas, seja você um gerente iniciante ou um mais experiente. E embora essas habilidades geralmente levem tempo para dominar, você pode aprimorar suas habilidades de gestão de pessoas começando agora mesmo.

As dicas de gestão a seguir o ajudarão a pensar sobre os ajustes que você pode fazer em seu próprio processo para ser um gerente mais eficaz e bem-sucedido.

1. A gestão de pessoas começa com saber ouvir

Estar atento, fazer contato visual, tomar notas e esperar que a outra pessoa termine antes de começar a falar são habilidades de escuta básicas que você deve praticar para uma boa conversação.

Ouvir bem é essencial para a função de gerenciamento e começa antes mesmo de você se sentar para conversar com um funcionário. As chaves para ouvir bem incluem manter a mente aberta e não tirar conclusões precipitadas antes ou durante as conversas.

Isso significa que você não pode presumir o que um funcionário está pensando, qual é o problema dele ou qual é a solução para o problema – você tem que abrir mão de suas presunções e aprender a ouvir. 

2. Aprenda a separar os problemas pessoais dos problemas organizacionais

Os funcionários terão problemas e você terá que ajudar a resolvê-los. Mas, nem todos os problemas são iguais. As causas básicas dos problemas no local de trabalho geralmente se enquadram em duas categorias: pessoais e organizacionais. 

Eles podem se manifestar da mesma maneira ao falar com um ou alguns funcionários, mas entender a diferença é muito importante. Tratar um problema organizacional como um problema pessoal é como colocar um remendo em uma janela quebrada. Da mesma forma, tratar um problema pessoal como organizacional terá o mesmo impacto negativo.

Problemas pessoais podem ser:

  • Carga de trabalho individual de um funcionário;
  • O  problema de um funcionário com sua função;
  • A insatisfação de um funcionário com os membros da equipe ou com o desempenho.

Esses problemas, quando ocorrem com um (ou alguns) funcionários, podem ser corrigidos com suas habilidades de gestão de pessoas. Por outro lado, os problemas organizacionais estão arraigados na cultura da empresa e não podem ser resolvidos apenas com um funcionário. 

Os problemas organizacionais podem ser:

  • Equipes incapazes de lidar com as demandas de carga de trabalho coletivamente;
  • Problemas de fluxo de trabalho frequentemente resultando em erros ou atrasos; 
  • Brigas internas ou hostilidade entre os membros da equipe devido ao mau desempenho geral;
  • Muitos funcionários se sentindo impotentes para assumir o controle de seus projetos de trabalho e planos de carreira.

Essas questões decorrem de problemas inerentes à organização da empresa. Os gerentes precisam usar suas habilidades de gestão de pessoas para compreender o problema organizacional por trás dos problemas acima, enquanto ainda gerenciam as pessoas para que as mantenham sob controle durante a reestruturação. 

3. Compreenda o propósito de cada funcionário

Para se comunicar com os funcionários e ter empatia, você deve entender o que os motiva no seu trabalho; ou seja, seu propósito. O propósito é uma grande parte do que mantém as pessoas satisfeitas no trabalho e o que as leva a ter sucesso e se esforçar profissionalmente. 

Saber por que um funcionário se sente conectado à sua função e por que está inspirado a ser um contribuidor individual para o negócio ajuda você, como gerente, a entender como ajudá-lo a ter sucesso de uma forma que também beneficie a empresa.

As pessoas querem trabalhar em projetos em que acreditam que podem ter um bom desempenho e, quando têm a oportunidade de fazer o que fazem de melhor, se sentem mais conectadas ao trabalho. 

Dentre as dicas de gestão mais importantes, anote essa, identificar exatamente o que um funcionário gosta de exercer ou porquê ele pode estar se esforçando mais para assumir uma nova função – permite que você estruture soluções para atingir os objetivos de todos e ainda ajuda a aumentar o sucesso da empresa. 

4. Equilibre elogios e críticas com sabedoria

Embora possa parecer mais fácil elogiar do que criticar, estudos mostram que a teoria não se sustenta quando se trata do local de trabalho. Uma pesquisa revelou que 44% dos gerentes disseram que dar feedback negativo era estressante, mas 40% do mesmo grupo nunca deram feedback positivo.

Os funcionários precisam de um equilíbrio entre elogios e críticas para prosperar. Se você apenas elogia o bom trabalho, você não os ajuda a crescer. O mesmo para críticas, se você só fizer isso, seus funcionários se sentirão desmoralizados.

A Harvard Business Review aponta que o ideal é dar mais elogios do que críticas.

Isso não significa mentir para seus funcionários sobre como estão indo ou deixar de dar comentários construtivos. 

Trata-se de reconhecer quando, onde e como elogiar. Os esforços dos funcionários devem ser recompensados ​​regularmente e em tempo hábil. 

A crítica, assim como o elogio, deve ser oportuna. Ao invés de simplesmente apontar os erros, os bons gerentes darão feedback, ajudando os funcionários a encontrar soluções para melhorar seus pontos fracos. 

Ao ajudar os funcionários a definir novas metas, você sinaliza que acredita na capacidade deles de melhorar e está disposto a ajudá-los a corrigir isso. 

5. Faça perguntas e estimule seus funcionários a falar

Quer se trate de uma avaliação de desempenho trimestral ou da preparação para uma reunião com o cliente, você deve sempre encerrar todas as conversas importantes com: “Quer acrescentar alguma coisa?”. 

Com isso, eles tem a oportunidade de comentar sobre suas dificuldades, pedir conselhos ou até mesmo expor o andamento do seu trabalho. 

Essa é uma das melhores dicas de gestão, que sinaliza que você se preocupa e deseja saber sobre os problemas deles. A gestão de pessoas depende de relacionamentos interpessoais, e construir esses relacionamentos em cada reunião é uma ótima maneira de se conectar.

Conclusão: não deixe as coisas ao acaso

Depois de ter lido essas dicas de gestão, você já deve ter entendido que para ser um bom gerente é necessário ser proativo e atento às necessidades no local de trabalho.

Os funcionários não vão resolver magicamente todos os problemas e encontrar o caminho para se desenvolver e alcançar seus objetivos de carreira sozinhos – é seu trabalho guiá-los até lá. 

Outros conteúdos do nosso blog que podem te interessar e te ajudar a ser um melhor gerente:

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *